Batom e gloss: marcando a história

Toda hora surge uma nova de cor de batom ou gloss e você fica morrendo de vontade de testar? Ou você é do tipo que encontra a cor que ama e vira assinatura, não quer mudar nunquinha?

Nos últimos 100 anos foram criadas incontáveis novas cores, texturas e acabamentos de maquiagem para os lábios. Mas mesmo antes de toda essa indústria florescer, colorir os lábios foi prática comum em diversas culturas. Esse costume acompanhou a humanidade através dos anos e teve significados diferentes em cada contexto.

Maquiagem em geral, incluindo pintar os lábios, em muitas culturas não é uma atividade exclusiva do repertório feminino. Na antiguidade, os sumérios e a elite egípcia utilizavam maquiagem para se embelezar, independente de gênero.

Vermelho é poder

No Egito, Cleópatra pintava os lábios de vermelho utilizando uma mistura de flores, ocre vermelho (argila), escamas de peixe, formigas esmagadas e carmim em uma base de cera de abelha.

A cor vermelha é um recorrente símbolo de poder, mas também foi utilizada como forma de demonstrar rebelião e reivindicar por liberdade. As sufragistas no início do século XX marcaram a história marchando pelo direito de votar. O grupo à frente do comício em Nova York, em 1912, tinha os lábios pintados de vermelho. Dizem que a Elizabeth Arden distribuiu alguns batons para as feministas nesse evento! Anos depois, na década de 30, Arden foi uma das pioneiras a investir na variedade de cores de batons.

Do it yourself

Falando em marcas que fizeram história, a Guerlain foi uma das primeiras a criar um batom com sucesso comercial. Antes disso as pessoas geralmente criavam suas próprias cores em casa. Era comum mulheres trocarem receitas e algumas eram publicadas em revistas para o público feminino.

A versão comercial do batom começou a ganhar espaço por volta de 1880, nessa época haviam poucas opções de cores e eles eram vendidos em tubos de papel ou pequenos frascos. Os tubos de metal surgiram no início do século XX, e o primeiro tubo giratório foi registrado em 1923, deixando o batom com a cara que conhecemos hoje.

Criação do gloss

E o gloss? Esse queridinho dos anos 90 – até quem não usava nada de make passava um gloss basiquinho – voltou com tudo nos últimos anos. Mas até ele não é uma criação tão recente! O primeiro lip gloss foi criado em 1928, por Max Factor, maquiador que trabalhava com atrizes de Hollywood e queria um produto que fizesse os lábios parecerem mais brilhantes nos filmes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MENU

Abrir o chat
1
Compre pelo WhatsApp
Olá!
Como podemos ajudar?